sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Notebooks x Desktops

Tech Análise
Por Fábio Alves


Em tempos mais recentes, a tecnologia de nanoprocessamento chegou a um nível de alta performance sem precisar de grandes espaços e sem aquecimentos consideráveis. Assim, de uns anos pra cá, os notebooks ou ultrabooks tem tomado a frente em plataformas diversas que exigem alto processamento em suas operações. E aí surge a pergunta: dependo ainda de um desktop estacionário para realizar tarefas que exigem mais capacidade? Ou ainda entregam um plus a mais em grandes projetos? Irei então fazer uma breve análise sobre os desktops e notebooks atuais e suas mais indicadas aplicações.





Desktops

Sempre foram o top em grandes projetos em decorrência de sua alta capacidade de processamento. Hoje em dia acredito que ainda tem o seu espaço. Grandes empresas de hardware como Amd, Intel, Nvidia e Asus mantém altos desenvolvimentos em hardware para atender uma demanda cada vez maior de interessados. Desde projetos complexos que exigem rápidez em cálculos até alta performance gráfica de jogos em alta definição (jogos em 4K e 60 FPS), sempre estão entregando inovações como os recentes processadores da serie Ryzen da Amd ou as sempre confiáveis placas de vídeo Nvídia como a recente e poderosa GTX 1080 Ti.
Aliado a um processador com mais de 4 núcleos com um mínimo de 8 Gb de memória Ram, o usuário não passa sufoco em operações que exigem mais demanda. Vantagens: Facilidade e variedade em otimização de hardware e preço menor no conjunto. Desvantagens: Estacionário e maior consumo de energia.



Notebooks


Ganhando cada vez mais espaço e sempre inovando com novas tecnologias, os notebooks vieram pra ficar visto a sua versatilidade e praticidade de utilização. Alguns anos atrás ficavam em defasagem por sua baixa capacidade de processamento. Hoje em dia vem embarcado com os novos e poderosos processadores de desktops otimizados e muitos com placa de vídeo dedicada, além dos sistemas operacionais serem os mesmos dos desktops. Assim toda a alta demanda de processamento ou mesmo um jogo com requisitos consideráveis podem rodar tranquilamente sem perda de performance ou mesmo qualidade. Há inúmeros modelos tanto de notebook quanto de ultrabooks de grandes empresas como Acer, Dell, Samsung, Apple entre outras. Vantagens: Mobilidade, compactos e grande capacidade de processamento igualando aos desktops. Desvantagens: Menor otimização de hardware, e preço mais elevado que os desktops.




Qual comprar?

Acredito que quem ainda não possui um desktop, um ultrabook é o mais indicado. Por ser um equipamento top, poderá manter por um bom tempo sem defasagem tecnológica, considerando que venha com placa de vídeo dedicada, mínimo de 8GB de Ram e no mínimo com 4 núcleos de processamento. Para quem já possui um desktop mid-end vale a pena um upgrade principalmente em memória Ram (mínimo de 8GB também), melhorar o processamento para um I5 ou I7 ou equivalente e uma placa de vídeo dedicada de no mínimo 4GB. Adquirir um notebook básico é indicado para quem já possui um bom desktop para atividades corriqueiras de escritório e necessite de mobilidade. 




domingo, 6 de agosto de 2017

Os Melhores Filmes sobre Alienígenas

Filmes Análise
Por Fábio Alves

Quando nos perguntamos se estamos sozinhos ou não nessa imensidão do cosmos, logo começamos a exercitar nossa criatividade ao imaginar outras civilizações fora da terra. Assim, além dos livros, o cinema sempre foi um dos melhores meios de caracterizar essa imaginação e personificar algo físico as vezes mais fantasioso, as vezes mais científico e as vezes aterrorizante.




Assim quero apresentar o que julgo ser os cinco melhores filmes que abordam o tema alienígenas, mas sem abordar algum personagem ou criatura específica, pois irei trazer brevemente em outra oportunidade.



5 - Fogo no céu

Filme de 1993, traz a representação da suposta abdução do lenhador Travis Walton. Em 1975, quando caminhava com alguns amigos em uma floresta do Arizona (EUA), foram surpreeendidos com uma enorme luz de uma nave desconhecida. Seus amigos conseguiram fugir mas Travis foi puxado para dentro da nave onde sofreu diversos experimentos e dias dias depois foi deixado catatônico do outro lado da cidade. Ele não se lembrava de onde esteve, mas aos poucos as lembranças de sua experiência vêm à tona. Filme muito bem produzido, destaque para o clima de horror e tensão diante dos experimentos das criaturas alienígenas e por ser baseado em fatos reais.














4 - Sinais

Filme de 2002, traz Mel Gibson e Joaquin Phoenix nos papeis principais, abordando a vida no condado de Bucks, Pensilvânia, do ex pastor Graham Hess e seus dois filhos, Morgan e Bo. Era o religioso da região, mas se recusa a ser chamado assim desde que sua mulher morreu atropelada por um de seus vizinhos. Da noite pro dia fica intrigado com o aparecimento de misteriosos círculos em suas plantações sem que haja o menor vestígio de quem os fez ou por qual motivo teriam sido feitos. As reações psicológicas diante do desconhecido e a abordagem da dúvida religiosa são um dos melhores motes do filme, além da surpreendente aparição das criaturas.














3 - Et O Extraterrestre

Filme de 1982, é um dos maiores clássicos do cinema. Dirigido por Steven Spielberg é um dos filmes mais vistos da história do cinema e sua singela trama do abandono de um pequeno e bondoso alienígena na Califórnia e o amparo de um garoto a ele é uma das histórias mais bonitas e tocantes da sétima arte. Destaque para o carisma da criatura e sua relação de afeto com o garoto Elliot. 










2 - Contato

Filme de 1997, estrelado por Jodie Foster e Matthew McConaughey conta a história da cientista Ellie Arroway que após anos de espera, confirma sua teoria sobre a existência de uma civilização extraterrestre ao receber instruções de como construir uma máquina capaz de fazer viagens intergalácticas. Foi baseado na obra homônima do famoso astrônomo Carl Sagan, que assessorou a equipe nos aspectos científicos e morreu antes do final das filmagens. Também um clássico do assunto, abordou de forma científica as consequências de um suposto contato e seus influências nos âmbitos sociais, religiosos e filosóficos. Destaque para um final surpreendente e enigmático. 















1 - Contatos Imediatos do Terceiro Grau

Filme de 1978, outro clássico de Steven Spielberg (que adora o tema), tras a história de vários pontos de vista (desde civis até o governo) ao tentar entrar em contato com uma inteligência alienígena. Richard Dreyfuss faz o personagem Roy Neary que não apenas viu um objeto voador não identificado, mas tem uma marca de queimadura para provar. Se recusando a aceitar uma explicação para o que viu, está disposto a dar a sua vida para descobrir a verdade sobre OVNIs indo atras de indícios na região em que vive e descobrindo que o próprio governo já iniciou os contatos. Um clássico absoluto ainda insuperável sobre o assunto, trás também o medo do desconhecido ao lidar com diversos fenômenos como abduções, naves brilhantes sobrevoando a cidade e o desgate psicológico sobre todos. Destaque para a seriedade ao abordar o assunto e um final esclarecedor e simples onde o contato é feito através de umas melhores coisas do universo: a harmonia musical. 





sexta-feira, 21 de julho de 2017

Esquadrão 51 - Belo jogo indie nacional (de navinha)

Games Prévia
Por Fábio Alves




Entre maio e junho desse ano de 2017 ocorreu em São Paulo a 5ª edição do BIG Festival, onde além de foruns e palestras, foram apresentados games indies de diversos países. E um jogo brasileiro se tornou um grande destaque, inclusive sendo finalista de melhor jogo brasileiro do festival.







Esquadrão 51 é um shoot'em up (clássico jogo de navinha com visão lateral) com desenvolvimento independente de Marcio Rosa. Mas seu diferencial vem da temática que se passa nos anos 50 enfrentando uma força alienígena com direito a enormes e variados discos voadores baseados nos filmes clássicos de ficção científica daquela época. Sua apresentação já é um grande destaque tanto pelo cartaz quanto pela fonte que recria anúncios da época. Com gráficos muito bons, utilizando uma paleta preto e branco, traz efeitos bem variados com destaque para explosões e partículas. Traz inimigos variados de diversos tamanhos e o jogador poderá controlar 4 tipos de aviões em 6 fases. 





Muito interessante sua apresentação em estilo jornalístico e as repercussões das ações dos invasores que querem ajudar os humanos mas tem algo mais por tras e o Esquadrão 51 é a resistência/oposição. Quanto a jogabilidade é curiosa a movimentação, pois o avião parece fazer um movimento pendular mas sem comprometer a velocidade. E há uma narração constante dos atos muito bem elaborada.








Portanto muito interessante o jogo, todo em português, e um belo incentivo á produção nacional. Parabéns ao desenvolver pela iniciativa e talento e boa sorte em seu lançamento. Está previsto para 2018 em Pcs ainda sem data definida.






Destaques e observações



- Direção de arte impecável

- Ambientação sci-fi dos anos 50   

- Som e narração muito criativas

-Cutscenes de trânsição condizentes

-Incentivo a produção nacional de jogos

-Jogabilidade curiosa (pendular)

-Gráficos ótimos e fluídos (muitas explosões e partículas)

-Inimigos váriados

-Talvez deva haver um pouco mais de tiros dos inimigos e

-Aprimorar Desafio/Dificuldade