segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Os 5 maiores casos ufológicos

Curiosidades
Por Fábio Alves




Ao falar de óvnis ou objetos voadores não identificados sempre há a dúvida do que é verídico ou não. Há relatos de diversos ufólogos que dizem que menos de 10% do que existe de fotos ou filmagens são válidos. Assim quero apresentar os 5 maiores casos ufológicos já registrados e considerados intrigantes pelos seus contextos e validados por fatos verídicos.



5 - Ovni com criaturas na Turquia

Esses avistamentos ocorreram na Turquia durante vários meses de 2008. Os vídeos disponíveis são considerados por muitos ufólogos como as mais importantes e impactantes filmagens de um ovni. Foi gravado próximo à Ankara, capital da Turquia, por um guarda do complexo Yenikent. Outras pessoas confirmaram ter presenciado as aparições também. As filmagens impressionam não apenas por mostrar uma aeronave mas supostas criaturas se movendo em diversos momentos. Grupos ufológicos em geral consideram verídico o material mas cientistas turcos desacreditam e relatam que não passam de computação gráfica.



4 - Capitólio, Washigton



Episódio ocorrido em 1952 na capital norte-americana, cerca de sete objetos voadores não identificados foram detectados primeiro através de radares. Esses ovnis foram vistos durante finais de semana seguidos e fotografados diversas vezes. Segundo os relatos, os objetos apresentavam uma formação bem atípica e despertaram rumores sobre uma iminente invasão, principalmente pela tensão da guerra fria. A Força Aérea americana explicou que o fenômeno havia sido provocado por uma inversão térmica, confundindo os radares. Explicação no mínimo bizarra visto as convincentes fotografias da época.





3 - Batalha de Los Angeles

Evento ocorrido no auge da segunda guerra, em 1942, quando um objeto não identificado foi avistado sobrevoando Hollywood. O ataque japonês a Pearl Harbor havia ocorrido apenas alguns meses, e os norte-americanos estavam em um estado crítico de apreensão. Ao surgir o ovni luminoso e acreditando se tratar de mais um ataque japonês, os militares decidiram iluminar o céu com fortes refletores de luz na qual acabou também sendo confundidos com mais invasores ainda. Uma bateria antiaérea foi disparada, e nada danificou o objeto que também nao reagiu contra os militares. Esse embate ficou conhecido como A Batalha de Los Angeles. Nenhum objeto foi abatido, e os japoneses negaram firmemente ter enviado aviões para Los Angeles. Novamente seguindo um padrão, a versão oficial dos fatos é de que o objeto não identificado não passava de um balão meteorológico. Porém como durou vários dias e com uma foto icônica, considerada uma das mais importantes da história da ufologia, mostrando vários canhões de luz iluminando um objeto desconhecido, válida e muito esse caso.



2 - Mistério da Floresta de Rendlesham

John Burroughs e Jim Penniston, dois militares americanos, foram os primeiros a relatar que teriam avistado luzes estranhas em 26 de dezembro de 1980, próximo à base de Bentwaters, Inglaterra, usada pelos Estados Unidos desde a Guerra Fria até 1993. Na época o coronel britânico Charles Halt, gravou um depoimento descrevendo seus esforços para encontrar a origem da fonte de luz. Posteriormente foi sugerido que as luzes vistas na floresta de Rendlesham podem ter sido testes de projetos militares. Mas o próprio Charles Halt disse à BBC que viu tais objetos na floresta de Rendlesham, em dezembro de 1980. Inclusive com contato físico pelos primeiros militares que viram o ovni. Recentemente declarou que só agora conseguiu reunir declarações de operadores de radar das bases próximas da Força Aérea Real britânica (RAF) confirmando que um objeto desconhecido foi monitorado naquela época. O ufólogo britânico John Hanson, ao analisar o caso, diz que houve um encobertamento da verdade sobre as aparições em 1980. Assim as provas de registro pelo radar e depoimento detalhado dos militares validam o caso, na qual já foi bastante estudado e enfraquecem a versão do governo britânico, na qual pessoas teriam visto luzes de um farol.



1 - Roswell, Novo México

Ainda o mais famoso e relevante caso envolvendo ovnis de todos os tempos, o episódio de Roswell, no Novo México, ocorreu em 1947, e até hoje a área é estudada e visitada por curiosos. Conforme os registros, uma nave ou disco caiu em um rancho na região, e prontamente diversos soldados de uma base militar próxima foram vistos recolhendo todos os vestígios da queda, que incluiriam não só peças metálicas e destroços mas corpos de diversas criaturas não humanas. Curiosamente os primeiros relatórios militares chegaram a confirmar o que foi divulgado pelos jornais. Posteriormente negaram que os destroços catalogados fossem de uma espaçonave e muito menos teriam recolhido criaturas. A famosa versão oficial do governo é a de que o objeto não passava de um balão meteorológico e por isso haveriam tantas folhas metálicas, relatadas na época. Mas hoje acredita-se que mantém em alto segredo todo o material coletado além dos corpos de criaturas alienígenas de origem extraterrestre. Há diversas capas de jornais da época sobre o caso. Fotos e vídeos surgiram ao longo dos anos até com supostas autópsias. Mas sem veracidade confirmada. Mas não se nega que algo grave e importante ocorreu naquela época.



quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

God of War - Prévia do novo game

Games Prévia
Por Fábio Alves


God of War é uma das mais importantes franquias da Sony e seu personagem, Kratos, um dos mais reconhecidos na história recente dos video games. Franquia iniciada em 2005 pelo estudio interno da Sony Santa Mônica, com 2 jogos lançados para PSP (God of War Chains of Olympus e Ghost of Sparta), 2 jogos lançados para Playstation 2 (God of War I e II) e 2 para Playstation 3 (God of War III e Ascencion) ele abordou toda a mitologia grega de forma criativa e inventiva, derrotando deuses gregos um atras do outro em busca de vingança pela traição e morte de sua família.



Sua rica história sempre fez parte de uma saga, pela qual Kratos inicia sua vingança ao Deus da Guerra Ares, que prometeu que ele venceria uma guerra na qual perderia em troca de sua alma. Mas Ares o trai dizendo para ele atacar um acampamento próximo de seu arsenal, matando todos e inclusive sua mulher e filha num excesso de fúria. Assim a vingança começou não só contra Ares mas contra todo um panteão de deuses gregos incluindo Cronos, Hades, Hermes, Poseidon e o todo poderoso Zeus. E é vitorioso contra todos. Mas aparentemente se suicidando no final de God of War III. Mas eis que surge Kratos novamente...





Um Kratos mais envelhecido foi revelado num trailer do novo God of War na E3 de 2016, vivendo como um homem comum nas terras Nórdicas, também caracterizada por monstros e deuses. E é nesse mundo inóspito e implacável que ele irá lutar novamente. Mas com uma grande novidade: tem um filho ainda garoto e quer ensinar seu ao filho modos de sobrevivência e luta.







Observa-se logo de cara que esta mais maduro, talves perto dos 50 anos, e assumindo o papel de mentor e protetor de seu filho, está determinado a dominar a fúria que, por muito tempo, foi sua essência. Assim ele espera corrigir os erros de seu passado passando novos conceitos ao seu filho, que carrega também a furia de seu pai em muitos momentos mas prontamente corrigido por Kratos.






Assim o novo God of War irá se passar na mitologia nórdica, com seus deuses e novos monstros para enfrentar e com uma nova visão de combate. Com uma câmera livre, pessoal e por cima do ombro que fica ainda mais próxima da ação, o combate no novo God of War será a curta distância, intenso e implacável. Portando um machado, com características mágicas e multifacetado será uma arma brutal e também uma ferramenta versátil para exploração.





Com gráficos deslumbrantes, a nova aventura de Kratos será uma jornada pessoal numa nova terra e focará na relação com seu filho, Atreus, na qual acredito que será uma passagem de bastão para o novo personagem. O novo personagem inclusive ajuda Kratos em sua jornada principalmente usando poderes elétricos com arco e flecha. Assim fica enorme a expectativa para o lançamento. Essa semana foi cogitado que será lançado em 22 de Março de 2018 para o Playstation 4. Mas essa data deverá ser revelada oficialmente durante a convenção PlayStation Experience, cuja conferência acontece na madrugada de sábado, 9 de dezembro.


quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Liga da Justiça - Análise e projeção do Universo DC no Cinema

Filmes Análise
Por Fábio Alves





















Lançado em 16 de novembro de 2017, Liga da Justiça é mais um passo da Warner/DC em estabelecer seu universo nos cinemas. Mas ocorre que ela ainda não encontrou o tom. Iniciado em Homem de Aço, e seguindo com Batman vs Superman - A Origem da Justiça, ela procurou ouvir os fãs mas acabou não estabelecendo um padrão, tão consistente no universo da Marvel. Entre escorregadas com os filmes "Esquadrão Suicida" e méritos com "Mulher Maravilha", ela mais uma vez muda a atmosfera tentando agradar a "gregos e troianos".



Ocorre que muita gente chiou com o tom mais dark de Batman vs Superman, e com a ótima recepção de Mulher Maravilha, com seu ar mais aventuresco, Liga da Justiça tenta ser um meio termo entre os dois, trazendo até piadas e gerando um clima mais leve. Mas se leva a sério quando precisa. E aí vem o mérito do filme. 





Com um elenco afiado e muito bem entrosado, principalmente nas cenas de ação, cada um dos heróis tem seu tempo certo e bem dosado. Muito bem caracterizados, traz um Batman menos amargurado como um líder de um grupo frente a uma ameaça alienígena do Lobo da Estepe. É um vilão poderoso mas genérico que enfrentam, com boas espectativas para o futuro da franquia conforme entrega cenas pós créditos. Mas Darkseid, esperado grande vilão do universo DC, é apenas mencionado.




E Superman retorna triunfante e poderoso, fechando o grupo clássico, com destaque para um jovem Flash, Mulher Maravilha trazendo sua ótima performance e um carrancudo e inesperado Aquaman. O Ciborgue talvez seja o menos interessante. Mas como grupo heróico tudo funciona muito bem, com direito até a temas clássicos de Batman e Superman. 






Seu roteiro é simples, enxuto até demais e entrega esse clima mais aventuresco, mas pode se dizer que é um bom filme. Mas poderia ter sido épico se não fosse tão picotado em decorrência de ter tido dois diretores com visões diferentes. O diretor Zack Snyder deixou o projeto para tratar de problemas pessoais deixando a conclusão nas mãos de Joss Whedon.   







O que se espera do futuro da Liga e de todo o universo DC é que a Warner/DC tome uma decisão quanto a continuidade. Parece ter largado a idéia de um universo compartilhado pois aparentemente seus filmes funcionam melhor abordando os herois com seus filmes próprios. Já estão engatilhados Aquaman, Mulher Maravilha 2, Shazam e The Batman. E acertando o tom dessas produções, respeitando principalmente as características das hqs de cada um de seus heróis, estará no caminho certo.