segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

The Vanishing of Ethan Carter

Games Análise
Por Fábio Alves

Hoje quero divulgar para vocês uma das melhores experiências interativas dos últimos anos. Um game de PC/PS4 chamado The Vanishing of Ethan Carter. Terminei a alguns dias e posso dizer que é uma surpresa inesperada, pois ao mesmo tempo que vem na onde de jogos "walking simulator" (caminhadas investigativas e com puzzles) que surgiu nos últimos anos, sua narrativa e conjunto gráficos/sons fazem dele uma jornada inesquecível para quem for até o final.

Digo isso pois o jogo tem todo um clima melancólico e solitário. Acredito que muitos nos primeiros minutos tendem a não seguir em frente por sua falta de ação ou eventos estourando na tela, assim como interação com outros personagens. É uma jornada investigativa, com puzzles de média dificuldade de resolução, num ambiente aberto, sem nenhum elemento de energia ou explicações na tela, sem mapas mas bem intuitivo para seguir. 

Tudo isso conjugado com um dos melhores gráficos já produzidos até hoje. Utilizando a Unreal 3 mas recentemente refeito na Unreal 4 para lançamento no Playstation 4 e relançado para PC, mantém quase um foto realismo em todos cenários, tanto externos quanto internos, com uma das melhores paisagens já imaginadas para um game. Por exemplo as cenas com água, ou ambiente da represa é uma das coisas mais impressionantes já feitas.

A trilha sonora (orquestrada) é extremamente bem selecionada e encaixada perfeitamente à história e cenários. A jogabilidade é bem balanceada tanto em caminhada, havendo  um botão de corrida com pequeno aumento de velocidade, quanto para resolução dos puzzles. 

Na história você segue o detetive Paul Prospero que chega a uma vila para investigar o desaparecimento do jovem Ethan Carter e acaba descobrindo segredos macabros que envolvem a família do garoto, chegando a um final surpreendente e fantástico. Além dos puzzles você deve ao final de etapas montar uma cena do que ocorreu no local para seguir na história. Tudo muito intuitivo e prático, devendo haver uma atenção para resolução e alguma noção de inglês ou espanhol para entendimento. No Pc há legendas disponíveis em português.

Produzido pela The Astronauts, formada por ex-integrantes do estúdio People Can Fly, de jogos explosivos como Painkiller e Bulletstorm, é surpreendente produzirem um game tão singelo e cadenciado. Na verdade para quem está um pouco cansado das correrias de jogos de tiro em primeira pessoa é uma ótima pedida. Recomendadíssimo! Disponível em formato digital na PSN e para PC no Steam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário