sábado, 9 de abril de 2016

Salt and Sanctuary - Análise

Games Análise
Por Fábio Alves


Salt and Sanctuary é um game de plataforma com mecânicas de RPG, estilo "metroidvania", lançado em março de 2016 na loja PSN do Playstation 4 pelo estúdio Ska Studios. Se trata de um game baseado claramente na série Dark Souls da japonesa From Software, por utilizar diversos elementos tanto de jogabilidade quanto de itens, armas e armaduras. Tudo isso num ambiente 2d e com estilo artístico muito bonito, desenhado a mão e com ótima jogabilidade.


Grafícos: Com uma arte própria e muito competente, com gráficos desenhados a mão, mantém toda uma originalidade, com um design de fases interligadas seguindo o estilo de clássicos como Castlevania e Super Metroid. Tudo com uma paleta de cores muito bem escolhida dependendo do ambiente em que se esta inserido.





Jogabilidade: Aqui a mecânica é muito bem aproveitada pois conta-se com mais de 600 armas, combinações de armaduras e itens, para adentrar em masmorras, cavernas, castelos, cidades e santuários em que se pode aliar com diversas entidades sagradas ou companhias, semelhante a Dark Souls. A movimentação é condizente com seu equipamento utilizado, ora mais ágil com um traje de ladrão por exemplo, ora mais pesado com um a armadura de cavaleiro porém com defesa mais reforçada. Há o uso constante de itens como bombas, flechas, velas, e red flask para aumentar sua barra de energia, semelhante aos estus de Dark Souls. O escudo é o grande item de defesa porém é possível usar arma com as duas mãos para aumentar força de ataque.   


Som: Com sons muito bem encaixados na ambientação, ora é discreto, com pequenos efeitos sonoros, ora é um rock bem compassado com a ação. Tudo muito bem dosado. 


Dificuldade: Aqui está o brilho do game para quem curte. Não é nada fácil encarar os inimigos. Tirando o primeiro mapa, onde é quase um tutorial até o primeiro chefe, daí pra frente haverá cenários em que ao entrar você não consegue derrotar nem o primeiro zumbi. E aí é hora de procurar outro caminho com um inimigo mais fraco. Assim é a mecânica do jogo. Há muitas rotas em que dependendo do seu level poderá encarar ou não. Só entrando para descobrir.



Conclusão: Com elementos de RPG, ao longo da jornada você vai acumulando sais, semelhante as almas de Dark Souls, para subir de level e aprimorar uma árvore de habilidades muito complexa em que você escolhe aumentar defesa, ataque, destreza etc. Ao morrer para algum inimigo deverá voltar ao mesmo lugar para recuperar seus sais. Caso morra antes irá perde-los. 

Jogo excelente, recomendado para aqueles que estão acostumados com a dificuldade e estilo criado pela série Dark Souls mas num ambiente 2d muito bem construído. Apesar da clara inspiração, consegue ter sua originalidade e diversão para quem curte um belo jogo de plataforma. 
Até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário